LEITURAS | Fevereiro e Março de 2019

22 de abril de 2019

Março chegou ao fim, abril já está na segunda quinzena e eu ainda não tinha trazido a postagem com os livros lidos em fevereiro. Como naquele mês eu li pouquinho, só dois livros, eu fiz uma postagem conjunta com o mês de março, então no post de hoje trago as leituras de fevereiro e março que totalizaram sete livros com uma forte inclinação aos romances que se fizeram massivamente presentes, um livro do gênero drama e um erótico que foi abandonado não estando na lista dos sete.




RESENHA | Uma Noite como Esta - Julia Quinn

18 de abril de 2019

Para quem adora romance de época, para quem quer começar a ler romance de época, para quem quer se divertir lendo ou se apaixonar, para o leitor que está buscando uma leitura rápida ou para quem quer se deliciar aos poucos... Uma Noite como Esta, da rainha dos romances de época Julia Quinn, atende a todas as necessidades.

Uma Noite como Esta
Quarteto Smythe-Smith #2
Julia Quinn

Romance de época
272 páginas | 2017
Editora Arqueiro

Nota: 5 ☆'s


Daniel Smythe-Smith passou três anos exilado na Itália depois de um duelo com seu amigo, o gênio matemático Hugh Prentice, e quase o fez perder uma perna. Com isso o pai de Hugh, Lorde Ramsgate, o ameaçou dizendo que se ele não saísse do país seria morto, mas um dia ele recebe a visita de seu amigo, que o libera para voltar à Inglaterra...
Ele volta justamente no dia da apresentação do Quarteto, mas encontra uma pessoa diferente ao piano (já que sua prima Sarah fingiu estar doente para não participar, Anne Wynter, a governanta das irmãs dela a substituiu), ao olhar para ela, ele fica encantado e, ao final da tortura apresentação ele corre para encontrá-la. Ao vê-la, não resiste e a beija, mesmo sem conhecê-la direito e ela, depois de um tempo escapa dele e se esconde.
Por falar em se esconder, Anne Wynter (ou melhor, Annelise Shawcross) esconde seu passado de todos, pois ela teve que se afastar de sua família, após ser enganada e humilhada por seu amado, que prometeu se casar com ela, sendo que na verdade já estava comprometido com uma mulher mais rica. Além de ter perdido a virgindade, o que já era terrível, ainda leva toda a culpa pelo que aconteceu, e por isso, ela não pode mais ter contato com a família e ela é levada para viver como governanta numa residência na Ilha de Man. Depois de um tempo, Anne foi contratada para cuidar das meninas Pleinsworth, primas de Daniel. E apesar da tentativa de manter seu passado oculto, a Lady Pleinsworth desconfiava que ela era de origem nobre e tinha motivos para negar sua criação.
Daniel, ao saber que Anne é a governanta de suas primas, resolve ir sempre à casa Pleinsworth sob o pretexto de vê-las, e sempre ia passear com elas, porque sabia que ela iria junto. E, com isso eles vão ficando cada vez mais apaixonados, mesmo que ela não adimita. Mas, o que ele não sabe, é que os segredos de Anne, vão além do tipo de criação que teve, e que agora, mais do que nunca, precisará conhecer o seu passado, pois ambos estão correndo perigo, e, desta vez, não tem nada a ver com o Lorde Ramsgate ou o duelo.

| 6 ON 6 | Livros animalescos

15 de abril de 2019

Bom dia, tarde, noite... tudo bem?

Dia de '6 on 6', ainda não bem em dia, mas menos atrasada que meses anteriores, vem saber um pouco mais do tema escolhido para abril e o que a minha prateleira trouxe para vocês! Já aviso, postagem fofa em vista!




RESENHA | Orgulho e Preconceito - Jane Austen

10 de abril de 2019

Famoso e renomado, Orgulho e Preconceito é um clássico da literatura estrangeira, um ícone entre os romances de época, traz em suas páginas a história de Mr. Darcy e Elizabeth Bennet em uma história que vem conquistando leitores há décadas demonstrando a atemporalidade da obra que se renova a cada ano em cada nova edição publicada e novas adaptações cinematográficas são realizadas.


Orgulho e Preconceito
Jane Austen

Romance | Literatura Estrangeira
2015
Editora Martin Claret


Nota 5 ☆'s + ❤

Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.

RESENHA | Herdeiro Caído - Erin Watt

4 de abril de 2019

Quando Easton Royal conquista leitores nos primeiros livros da série The Royals, que contam a história do seu irmão Reed e Ella Harper, era de se imaginar que o personagem ganharia mais espaço para contar a sua própria história e ser conhecido, então Herdeiro Caído chega aos leitores como primeiro spin-off da série The Royals e tem o "irmão confusão" dos Royals como o protagonista para delírio dos leitores.


Herdeiro Caído
Erin Watt

Young Adult | Romance
320 páginas | 2018
Editora Essência

Nota: 3 ✩'s



Easton Royal tem tudo: beleza, dinheiro, inteligência. Seu principal objetivo é se divertir o máximo possível, sem nunca pensar nas consequências - porque, afinal de contas, ele não precisa. Até que surge em sua vida Hartley Wright, balançando suas estruturas. Hartley foi a única garota que o disse “não” e Easton não consegue entende-la, o que a torna ainda mais irresistível. Hartley não o quer. Ela diz que ele precisa crescer. E ela pode estar certa. Rivais. Regras. Arrependimentos. Pela primeira vez na vida de Easton, se esconder sob a influência da coroa Royal não é o suficiente. Ele está prestes a descobrir que quanto mais alto você sobe, mais dura é a queda. 

RESENHA | O Silêncio das Montanhas - Khaled Hosseini

29 de março de 2019

Segundo Abdullah seu pai é um excelente contador de histórias, Pari ainda é pequena para opinar sobre isso, mas está sempre atenta quando seu pai lhes presenteia com uma delas. E assim a história de O Silêncio das Montanhas tem início a partir de uma fábula contada pelo pai dos irmãos, na qual uma família é dilacerada pela separação. Enquanto Pari e Abdullah se encantam com o conto sequer imaginam que o mesmo viria a se repetir em suas vidas.


O Silêncio das Montanhas
Khaled Hosseini

Literatura Estrangeira | Drama
350 páginas | 2013
Editora Globo Livros

Classificação da leitora: 4/5



O Silêncio das Montanhas traz como protagonista os irmãos Pari e Abdullah, que moram em uma aldeia distante de Cabul, são órfãos de mãe e têm uma forte ligação desde pequenos. Assim como a fábula que abre o livro, as crianças são separadas, marcando o destino de vários personagens. Paralelamente à trama principal, Hosseini narra a história de diversas pessoas que, de alguma forma, se relacionam com os irmãos e sua família, sobre como cuidam uns dos outros e a forma como as escolhas que fazem ressoam através de gerações. Assim como em O Caçador de Pipas, o autor explora as maneiras como os membros sacrificam-se uns pelos outros, e muitas vezes são surpreendidos pelas ações de pessoas próximas nos momentos mais importantes. Segundo o próprio Hosseini, o novo título "fala não somente sobre a minha própria experiência como alguém que viveu no exílio, mas, também sobre a experiência de pessoas que eu conheci, especial os refugiados que voltaram ao Afeganistão e sobre cujas vidas tentei falar tanto como escritor quanto como representante da Organização das Nações Unidas. Espero que os leitores consigam amar os personagens de O Silêncio das Montanhas tanto quanto eu os amo". Seguindo os personagens, mediante suas escolhas e amores pelo mundo - de Cabul a Paris, de São Francisco à Grécia -, a história se expanda, tornando-se emocionante, complexa e poderosa. É um livro sobre vidas partidas, inocências perdidas e sobre o amor em uma família que tenta se reencontrar.


| 6 ON 6 | Livros favoritos escritos por mulheres

25 de março de 2019

Oi pessoal, tudo bem por aí?

A postagem está consideravelmente atrasada, já que deveria ter saído lá no dia 06 de março e já passamos há dias da metade do mês, mas o que vale é a intenção de continuar participando desse quadro tão bacana que traz temáticas mensais ainda mais legais e importantes.





RESENHA | Treze - FML Pepper

19 de março de 2019

Você acredita em destino? Em qualquer tipo de premonição, adivinhação ou semelhante? Para Rebeca é tudo preto no branco, não existe a possibilidade de as coisas não acontecerem pelas vias práticas e óbvias, mas quando o encontro com uma cartomante lhe reserva adivinhações sobre a sua vida que passam a acontecer sem exceção, àquilo no que Rebeca acreditava começa a se perder enquanto precisa lidar com as situações previstas e, a maior e mais preocupante, é aquela que garante que o seu décimo terceiro namorado será o grande amor da sua vida e lhe salvará. Será que ela se arrisca a duvidar DESTA premonição ou tenta "jogar com seus pauzinhos" para que o décimo terceiro seja aquele que ela acredita ser o melhor?


Treze
FML Pepper

Romance | Literatura Brasileira
406 páginas | 2017
Editora Galera Record

Classificação da leitora: 5/5



Às vésperas de cometer o maior golpe de sua vida, a cética Rebeca vai a um parque de diversões decadente e se depara com uma enigmática cartomante que, contra a sua vontade, faz uma série de previsões bizarras sobre seu futuro. Para seu desespero, todas as nefastas previsões viriam a se concretizar e a arremessariam em um furacão de perdas e de derrotas. Quando sua vida chega ao fundo do poço, circunstâncias inesperadas lhe dão a chance de um recomeço e, querendo ou não, agora Rebeca não pode desprezar a última e mais perturbadora previsão da vidente: o número TREZE, ou melhor, o décimo terceiro namorado seria o homem que traria sua salvação. Longe dele, sua existência seria apenas caos e ruína. O que Rebeca jamais poderia imaginar, no entanto, é a que a cartomante camuflaria o predestinado atrás de charadas. Dois rapazes surgem em seu caminho e se encaixam perfeitamente nas pistas, mas apenas um deles será o grande amor da sua vida. É chegada a hora de decifrar o enigma do coração ou arriscar perder tudo para sempre.


| 6 ON 6 | Livros que amolecem os corações mais duros

14 de fevereiro de 2019

Oi! Tudo bem?

Sim sim, esse é um post, não é miragem. Andei sumida, mas aos poucos vou retomando as postagens e colocando as resenhas em dia, mas hoje é dia de '6 on 6', mesmo que esteja atrasado.




LEITURAS | Janeiro 2019

4 de fevereiro de 2019

E lá se foi o primeiro mês do ano e com isso se ouve muito por aí: "nossa, janeiro já terminou", "já é fevereiro", "esse ano tá voando mesmo, já estamos quase no carnaval", entre outras frases bem comuns e clichês para indicar a passagem rápida dos dias. E tudo isso pra dizer o que? Terminou o mês e chegou a hora do post com as leituras de janeiro.

Então, vamos a elas, as leituras de janeiro que foram 6 livros de gêneros diversificados e, sim, um FAVORITO! Se eu tiver um favoritado por mês já estou feliz, ando me sentindo um tanto crítica em relação às histórias que leio, por isso é sempre bom ter, pelo menos, uma leitura que me deixa admirada mesmo.




TOP 5 | Capas mais bonitas de 2018

31 de janeiro de 2019

Janeiro é o mês de primeiras postagens de cada tipo e hoje chegou a vez do queridinho TOP 5 que será, seguindo o embalo da retrospectiva literária, com as capas mais bonitas de 2018, considerando os livros lidos no ano passado.

A capa de um livro é o primeiro atrativo visual de um livro, um dos elementos definidores do interesse no exemplar que, por vezes, é a única coisa que leva o leitor a adquirir o livro. Com isso não quero menosprezar o efeito da sinopse, do título, das opiniões de outros leitores ou de chamadas publicitárias que, assim como outros recursos, também são chamarizes e contribuem para o interesse do leitor. A verdade é que muitos livros são comprados, e até lidos, somente pela capa, por isso o trabalho que é feito para desenvolver esse item que compõe os livros é essencial e de extrema importância. Quem nunca julgou um livro pela capa? Desafio a "atirar a primeira pedra"! 



RESENHA | Segredos de uma Noite de Verão - Lisa Kleypas

29 de janeiro de 2019

O primeiro livro da série As Quatro Estações do Amor da renomada autora Lisa Kleypas contará a história de Annabelle Peyton e Simon Hunt, um romance que entrega para o leitor todos os clichês do gênero e, talvez, até um pouco mais. Em ordem cronológica, essa é a primeira série, seguida por Os Hathaways e, posteriormente, Os Ravenels cujos livros ainda não foram todos publicados no Brasil. Então, voltando ao início, vamos conhecer a história de "Segredos de uma Noite de Verão".



Apesar de sua beleza e de seus modos encantadores, Annabelle Peyton nunca foi tirada para dançar nos eventos da sociedade londrina. Como qualquer moça de sua idade, ela mantém as esperanças de encontrar alguém, mas, sem um dote para oferecer e vendo a família em situação difícil, amor é um luxo ao qual não pode se dar. Certa noite, em um dos bailes da temporada, conhece outras três moças também cansadas de ver o tempo passar sem ninguém para dividir sua vida. Juntas, as quatro dão início a um plano: usar todo o seu charme e sua astúcia feminina para encontrar um marido para cada, começando por Annabelle. No entanto, o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle, o rico e poderoso Simon Hunt, não parece ter interesse em levá-la ao altar apenas a prazeres irresistíveis em seu quarto. A jovem está decidida a rejeitar essa proposta, só que é cada vez mais difícil resistir à sedução do rapaz.  As amigas se esforçam para encontrar um pretendente mais apropriado para ela. Mas a tarefa se complica depois que, numa noite de verão, Annabelle se entrega aos beijos tentadores de Simon... e descobre que o amor é um jogo perigoso. No primeiro livro da série 'As Quatro Estações do Amor', Annabelle sai em busca de um marido, mas encontra amizades verdadeiras e desejos intensos que ela jamais poderia imaginar.

INDICAÇÃO DA ADRI | Trilogia "Castles Ever After"

25 de janeiro de 2019

Se é para falar em romance de época, pode contar comigo. Quem acompanha o blog sabe que é meu gênero literário favorito (para quem ainda não sabia, agora é fato conhecido), nas minhas leituras mensais algum livro do gênero se faz presente, deixo bem claro nos meus comentários em outros blogs e redes sociais de que eu ADORO romances de época. E, pensando nisso, o post de hoje será uma indicação minha de uma trilogia que eu adorei, "Castles Ever After", da autora Tessa Dare.


RESENHA | Nevernight - Jay Kristoff

23 de janeiro de 2019

Depois de ler "Nevernight" é quase improvável o leitor não se juntar à horda de leitores fascinados pela história de Mia Corvere, a matadora de matadores. O que há nesse livro que faz com que tantos leitores o favoritem e recomendem com tanto entusiasmo? O deslumbramento pela história só existirá se o leitor der uma chance à leitura, enquanto isso convido-os a lerem a minha resenha que destilará a minha admiração por essa fantasia que escalou a escada da classificação até o topo: FAVORITAÇO!



Há histórias sobre Mia Corvere, nem todas verdadeiras. Alguns a chamam de Moça Branca. Ou a Faz-Rei. Ou o Corvo. A matadora de matadores. Mas, uma coisa é certa, você deveria temê-la. Quando ela era criança, Darius Corvere – seu pai – foi acusado de insurreição contra a República de Itreya. Mia estava presente quando o carrasco puxou a alavanca, viu o rosto do pai se arroxeando e seus pés dançando à procura do chão, enquanto os cidadãos de Godsgrave gritavam “traidor, traidor, traidor”... No mesmo dia, viu a mãe e o irmão caçula serem presos em nome de Aa, o Deus da Luz. E, embora os três sóis daquela terra não permitam que anoiteça por completo, uma escuridão digna de trevas tomou conta da menina. As sombras nunca mais a largaram. Mia, agora com dezesseis anos, não se esqueceu daqueles que destruíram sua família. Deseja tirar a vida de todos eles. É por isso que ela quer se tornar uma serva da Igreja Vermelha – o mais mortal rebanho de assassinos de toda a República. O treinamento será árduo. Os professores não terão misericórdia. Não há espaço para amor ou amizade. Seus colegas e as provas poderão matá-la. Mas, se sobreviver até a iniciação, se for escolhida por Nossa Senhora do Bendito Assassinato… O maior massacre do qual se terá notícia poderá acontecer. Mia vai se vingar.

Favoritos e Decepções de 2018

21 de janeiro de 2019

Opa!
Já se passou mais da metade do primeiro mês do ano, mas ainda é tempo de fazer alguns balanços literários de 2018 e hoje é dia de desfilarem por aqui os favoritos e as decepções do ano que passou.



Foram 71 leituras que transitaram por gêneros diversos, desses 14 foram favoritados e 9 consideradas decepções. Achei o último número bastante alto, quase equilibrou a balança, mas não fico triste por isso, faz parte da vida de qualquer leitor, impossível gostar (e desgostar!) de tudo.

Agora, ao que interessa.


RESENHA | A Força que nos Atrai - Brittainy C. Cherry

18 de janeiro de 2019

Um romance que tem como protagonista um homem ressentido, mas que sustenta uma máscara para encobrir as mágoas e sofrimento do passado, que não encontra paz e felicidade nem quando sua filha nasce, pois esses sentimentos não chegam ao coração de Graham. Lucy, a protagonista, não entende como alguém não pode se apaixonar por tudo e todos, pelas pequenas coisas e como a chegada de um bebê não traz a maior alegria ao coração, mesmo de quem está atormentado por fantasmas, pois para ela é a vida existe para ser amada. Nessa história os opostos são atraídos por algo mais forte do que suas diferenças, mas qual é o caminho para sustentar uma relação que está destinada a ruir?



Graham e Lucy não foram feitos um para o outro. Mas é impossível resistir à atração que os une. Graham Russel é um escritor atormentado, com o coração fechado para o mundo. Casado com Jane, um relacionamento sem amor, ele vê sua vida virar de cabeça para baixo quando Talon, sua filha, nasce prematura e corre risco de morte. Abandonado pela esposa, ele agora precisa abrir seu frio coração para o desafio de ser pai solteiro. A única pessoa que se oferece para ajudá-lo é Lucy, a irmã quase desconhecida de Jane. Apaixonada pela vida, falante e intensa, ela é o completo oposto de Graham. Os cuidados com a bebê acabam aproximando os dois, e Lucy aos poucos consegue derreter o gelo no coração de Graham. Juntos, eles descobrirão o amor, mas os fantasmas do passado podem pôr tudo a perder

| 6 ON 6 | Livros para todos

16 de janeiro de 2019

Dia de trazer mais uma novidade para o blog para a qual também fui convidada a participar, se trata de um tipo de postagem coletiva onde os participantes selecionam um tema/assunto relevante e/ou atual trazendo fotos do universo literário, sob o seu olhar, que tenham relação com o assunto escolhido. São 6 fotos a serem postadas no dia 06 de cada mês (então, esse mês o post tá atrasadinho pois não consegui me organizar com antecedência, mas nos próximos meses tentarem ser pontual). 




RESENHA | O Tatuador de Auschwitz - Heather Morris

14 de janeiro de 2019

A resenha de hoje é sobre um livro que não é fácil de ler, mas não pela escrita ou qualquer elemento textual, mas sim por tratar de um dos períodos negros da história da humanidade, talvez o ápice da crueldade humana. Em meio a desumanidade, "O Tatuador de Auschwitz" é a história de quem não desistiu, daqueles que ainda tinham esperança e acreditavam em sentimentos puros e verdadeiros.


Nesse romance histórico, um testemunho da coragem daqueles que ousaram enfrentar o sistema da Alemanha nazista, o leitor será conduzido pelos horrores vividos dentro dos campos de concentração nazistas e verá que o amor não pode ser limitado por muros e cercas. Lale Sokolov e Gita Fuhrmannova, dois judeus eslovacos, se conheceram em um dos mais terríveis lugares que a humanidade já viu: o campo de concentração e extermínio de Auschwitz, durante a Segunda Guerra Mundial. No campo, Lale foi incumbido de tatuar os números de série dos prisioneiros que chegavam trazidos pelos nazistas – literalmente marcando na pele das vítimas o que se tornaria um grande símbolo do Holocausto. Ainda que fosse acusado de compactuar com os carcereiros, Lale, no entanto, aproveitava sua posição privilegiada para ajudar outros prisioneiros, trocando joias e dinheiro por comida para mantê-los vivos e designando funções administrativas para poupar seus companheiros do trabalho braçal do campo. Nesse ambiente, feito para destruir tudo o que tocasse, Lale e Gita viveram um amor proibido, permitindo-se viver mesmo sabendo que a morte era iminente.


Projeto 12 livros em 2019

11 de janeiro de 2019

Oi.

No post de hoje quero apresentar para vocês o PROJETO 12 LIVROS EM 2019 para o qual fui convidada a participar pelas queridas Bianca Gonçalves e Natália Silva. Adorei o convite e estou muito animada em participar!




RESENHA | O Acordo - Elle Kennedy

9 de janeiro de 2019

A primeira resenha de 2019 será um livro favoritado para iniciar essas postagens com o pé direito. Um romance jovem adulto divertido que me surpreendeu, me fez "queimar a língua" e foi um tapa na cara dizendo "te avisei para não julgar os livros antes de lê-los". Ganhou o posto de favorito pela qualidade da história, pelo desenvolvimento e abordagem de assuntos sérios e profundos de uma forma leve. 


Tocante, profundo, engraçado, sexy... ''O Acordo" é um romance que vai te encantar e surpreender a cada página. Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.

LEITURAS | Dezembro 2018

8 de janeiro de 2019

Oi! 

Apesar da correria do final do ano consegui manter a média de livros lidos, mesmo que eu não me apegue aos números, mas sim à qualidade, constatei que seis foi a média mensal de livros lidos ao longo de 2018. 

Enfim, chegou a hora de apresentar as leituras de dezembro de 2018 que foram muito boas, uma verdadeira excursão por romances, fantasia, YA, literatura nacional e drama... tudo isso em apenas 6 livros que me garantiu um favorito para fechar o ano com chave de ouro. Então, vamos a elas...



Metas literárias para 2019

7 de janeiro de 2019

"Feliz ano novo, adeus ano velho, que tudo se realize..." lá lá lá!

Já era hora desse blog voltar à ativa e em 2019 teremos ainda mais resenhas, indicações da Adri, projetos novos, além de METAS LITERÁRIAS, post inaugural do ano, porque bem... início do ano é sinônimo de (entre outras coisas) resoluções para os dias que virão.