RESENHA | Orgulho e Preconceito - Jane Austen

10 de abril de 2019

Famoso e renomado, Orgulho e Preconceito é um clássico da literatura estrangeira, um ícone entre os romances de época, traz em suas páginas a história de Mr. Darcy e Elizabeth Bennet em uma história que vem conquistando leitores há décadas demonstrando a atemporalidade da obra que se renova a cada ano em cada nova edição publicada e novas adaptações cinematográficas são realizadas.


Orgulho e Preconceito
Jane Austen

Romance | Literatura Estrangeira
2015
Editora Martin Claret


Nota 5 ☆'s + ❤

Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.



"É especialmente importante para os que jamais mudam de opinião ter certeza de que seu próprio juízo esteja correto"

---------- ♡ ----------

Existem razões para Orgulho e Preconceito tão aclamada? Sim, muitas e uma delas é Mr. Darcy. Um dos cavalheiros mais execrados entre os romances de época, é um mistério ao leitor desavisado entender como pode um personagem tão detestável ser um dos pontos fortes da obra, mas a medida que o desenvolvimento da história ganha ritmo e as razões dos comportamentos e acontecimentos vai se desembaraçando é fácil entender como Fitzwilliam Darcy conquista até mesmo quem o abominava.

Escrita no século XVIII a história de Mr. Darcy e Lizzie Bennet surpreende pela atemporalidade dos temas cujo título da obra indicam a centralidade dos assuntos orgulho e preconceito, os quais ainda hoje são relevantes e necessários de debate. É preciso ter em mente, quando se ler a obra de Jane, que a mesma foi escrita há séculos atrás e, por isso, a narrativa é um pouco diferente, quase uma narrativa poética, mas nem por isso deixa de ter fluidez o que evidencia a destreza da autora que se revelou uma mulher a frente do seu tempo, assim como a protagonista criada na obra.

Orgulho e Preconceito tem um caráter de discurso feminista, Lizzie Bennet se mostra uma mulher forte que quebra os paradigmas e deve ter sido encarada como uma mulher fora dos padrões à época que prezava pelo intelecto feminino, e de qualquer pessoa, frente aos arraigados costumes da sociedade na qual a mulher era sobrepujada pelas vontades e opiniões masculinas. Uma personagem criada sob a égide da inteligência, mas que nem por isso está livre dos defeitos humanos no momento em que julga precipitadamente o comportamento alheio, nesse caso o comportamento de Mr. Darcy, cujo desenrolar da história mostrará ao leitor os perigos dessa opinião antecipada e preconceito a ela atrelados.



Mr. Darcy, mocinho disfarçado, primeiro tem sua imagem construída sob os pilares do orgulho e esse é o ponto principal que gera no leitor resistências aos seus encantos que só se revelarão no auge dos acontecimentos. Um personagem detestável que se torna encantador ao leitor que se permitir ver além da vaidade e arrogância. Uma criação esplêndida de Jane Austen!

Cenários bucólicos descritos com esmero, fiéis à época, deixam de lado o luxo dos bailes londrinos da época que são encontrados em tantos outros livros do gêneros, denotam a realidade inglesa dos séculos passados e mostram a beleza e encantamento do campo. Um romance não tão romântico, mas que tem tais locais como pano de fundo aos seus acontecimentos é impossível não se tornar lírico e poético digno de um dos romance que ultrapassa gerações.


Enquanto muitas histórias se focam essencialmente nos protagonista, Orgulho e Preconceito constrói histórias em torno desses personagens, histórias que exploram personagens secundários fazendo-os bem conhecidos ao leitor que vê com o seu desenvolvimento o crescimento da relação entre os protagonistas. Assim como a sua própria história, Mr. Darcy e Lizzie se veem envolvidos nas histórias que acontecem ao seu redor, histórias que seus familiares e amigos são peças centrais e, a partir delas, vão revelando o seu verdadeiro eu enquanto arrebatam o leitor e causam a ansiedade nata dos romances que almeja pelo desfecho feliz dos personagens.

Com personagens sérios, divertidos e a abordagem de assuntos ainda hoje tão atuais, Orgulho e Preconceito é um hino entre os romances de época, com uma narrativa peculiar e não menos envolvente, a autora explora a natureza humana, seu egoísmo, vaidade e capacidade de pré-julgamento, enquanto desconstrói, pouco a pouco, o próprio julgamento perpetrado pelo leitor quando releva personagens falhos, mas que ao mesmo tempo são engrandecidos pela bondade e generosidade. Não é à toa que essa obra têm se destacado a tantas décadas e se posso falar uma coisa sobre esse livro é: LEIAM! Resenhas e discussões não chegam aos pés do que é adentrar no mundo que Jane Austen criou para os personagens e nesse discurso cheio de significados atemporais que são verdadeiras lições de comportamento e opinião.

Vamos conversar sobre essa maravilha literária? Me contem o que acharam do livro ou se a resenha despertou a curiosidade à leitura.

E, para finalizar, um pequeno comentário sobre as edições cada vez mais lindas e dignas dessa obra fantástica! Eu li nessa edição da imagem do início do post que traz três histórias no mesmo livro (Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito, Persuasão.) Abaixo algumas das edições deste livro que mais me encantam.


      



* livro escolhido para leitura em março dentro do Projeto 12 livros em 2019 
* leitura coletiva com a querida Natália Silva

22 comentários

  1. Oi, Dri
    Eu sempre quis ler algum livro da autora, principalmente esse o mais famoso, mas eu acabei perdendo a vontade de tanto que enrolei. Até que comprei o livro mas acabei passando pra frente :c
    Beijo!

    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi! Eu demorei séculos para ler esse livro, já tinha assistido ao filme (e nem gostei tanto assim) e pego o livro várias vezes em lojas, mas sempre deixava pra trás, até que coloquei na cabeça que esse ano iria ler algo da Jane e não me arrependi.. aliás, me arrependi por ter demorado tanto. Beijos

      Excluir
  2. Oi Adri! Eu tenho uma três em um da Martin Claret mas é diferente dessa, adoro mesmo assim rsrsrss e sim tem motivos para ser um clássico como vc listou! A gente não se cansa de ler!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi, uma edição mais linda que a outra, não é?! Se o bolso permitisse, eu teria todas essas edições da Jane Austen, maravilhosas! Beijos, Adri

      Excluir
  3. Oi, Adri! Tudo bom?
    Fiz uma releitura recentemente de Orgulho e Preconceito e aaaaaaaa como amo!
    A narrativa da Jane é muito leve e divertida de acompanhar, cheia de sarcasmo e deboche sutil. Adoro.
    E o Darcy e a Lizzie são dois dos personagens mais bem desenvolvidos que já li na VIDA.
    Ótima resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise, tudo bem? Com certeza a autora encanta pela fluidez da narrativa e a maneira como envolve o leitor, mesmo quem não está acostumado a ler os livros dela, é fantástica. Fiquei com receio de ter uma linguagem mais rebuscada ou difícil considerando quando foi escrita, mas é surpreendente a forma atual como escreve.
      Beijos, Adri

      Excluir
  4. Li na época do ensino médio para uma prova de inglês... Era necessário ler a obra no idioma original, então acabei comprando a edição da bilíngue da Landmark. Essa edição da Martin Claret está lindíssima <3
    Gostei bastante da leitura, apesar de não fazer o meu estilo. A Lizzie é uma personagem incrível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dora! Acredito que Jane Austen, especialmente Orgulho e Preconceito, tenham essa capacidade de encantar até mesmo os leitores que não são fãs do gênero. Afina, clássico é clássico.
      Beijos, Adri

      Excluir
  5. Oi, Adri!
    Desse ano não passa de ler Orgulho e Preconceito. Quero ver se é essa coca-cola toda que comentam, porque não é possível que eu seja a única que não leu.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! Então, eu achei a coca cola toda mais a pipoca! Hahaha! Espero mesmo que tu goste, mas já vai com a ideia de ser uma leitura bem diferente dos outros romances de época, porque não tem nada parecido com Julia Quinn, Lisa Kleypas e outras.
      Beijos, Adri

      Excluir
  6. Adri, tudo bem?

    Nunca li Nada da Jane, acredita!
    Estou com o livro Persuasão aqui para ler esse mês ainda. Como eu amo romance de época é meu dever ler Jane. Não sabia que Orgulho e Preconceito poderia ser atual ainda. Quero ler esse no se Deus quiser!

    Até mais!
    www.depoisdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!! Acredito, porque eu também não tinha lido até mês passado e romance de época é meu gênero favorito, por isso estava considerando uma falha literária sem desculpas! Te digo que é encantador e não se compara a nenhum outro livro do gênero escrito atualmente.
      Beijos, Adri

      Excluir
  7. Oie
    Já faz tempinho que li este livro e amo o filme. Adoro os livros da autora.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nessa, eu assisti ao filme antes de ler, mas prefiro sempre o livro! Agora quero ler outro, mas ainda não decidi qual. Beijos, Adri

      Excluir
  8. Oi Adri,
    Eu gosto muito de Orgulho e Preconceito, mas em relação a leitura, prefiro Razão e Sensibilidade. No livro, a Lizzie me irritou um pouco, rs.
    Ah, e essa edição é muito maravilhosa!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê! Eu me irritei com ela no filme, então quando li já sabia que ela ia ser um pouco impertinente e irritante às vezes. Eu li sobre "Razão e Sensibilidade", acho que vou adorar também.
      Beijos, Adri

      Excluir
  9. EU ADOREI Orguho & Preconceito HEHEHEHE
    Confesso que depois acabei gostando mais de Emma, pq ela tambem da varios tapas na cara HAHAHAHAHAHAH
    E o Mr Darcy e a Lizzie são as comédias e ao mesmo tempo os pontos importantes do livro e a familia é muito presente além de estarem sempre interagindo
    Essa edição que voce leu é maravilhosa!!! Mas realmente, cada hora é uma capa mais bonita que a outra <3
    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pâm! Todos os elementos nessa história são maravilhosos, toda a construção do enredo à narrativa ao amadurecimento dos personagens, é clássico do início ao fim! E as edições, uma mais linda que a outra fazendo jus à história. Beijos, Adri

      Excluir
  10. Oi Adri!
    Eu adoro o filme Orgulho e Preconceito, mas quando li não chegou a me encantar tanto. Tenho até pensado em ler de novo!
    Gostei de ler sua opinião!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol! E eu preferi o livro, mesmo tendo lido depois de assistir ao filme... acho que é uma questão de gosto mesmo, o meu problema no filme foram os personagens, não gostei das escolhas. Beijos, Adri

      Excluir
  11. Olá Adri!
    Nunca li nada da Jane, mas tenho muita muita vontade! Sua resenha me fez querer comprar esse livro!
    Um beijoo
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Roberta! Fico feliz em saber que a minha resenha te motivou a comprar o livro, porque realmente vale muito a leitura e ter uma edição maravilhosa desse clássico na estante é quase um elemento indispensável ao leitor, hehehe. Beijos, Adri

      Excluir

Olá,

Sua opinião é importante para mim. O espaço abaixo serve para que possamos interagir, então espero que possa deixar seu comentário, crítica e/ou sugestão.
Se tiver blog, deixe o link para que eu possa retribuir sua visita assim que possível.
Obrigada!