LEITURAS | Fevereiro e Março de 2019

22 de abril de 2019

Março chegou ao fim, abril já está na segunda quinzena e eu ainda não tinha trazido a postagem com os livros lidos em fevereiro. Como naquele mês eu li pouquinho, só dois livros, eu fiz uma postagem conjunta com o mês de março, então no post de hoje trago as leituras de fevereiro e março que totalizaram sete livros com uma forte inclinação aos romances que se fizeram massivamente presentes, um livro do gênero drama e um erótico que foi abandonado não estando na lista dos sete.




RESENHA | Uma Noite como Esta - Julia Quinn

18 de abril de 2019

Para quem adora romance de época, para quem quer começar a ler romance de época, para quem quer se divertir lendo ou se apaixonar, para o leitor que está buscando uma leitura rápida ou para quem quer se deliciar aos poucos... Uma Noite como Esta, da rainha dos romances de época Julia Quinn, atende a todas as necessidades.

Uma Noite como Esta
Quarteto Smythe-Smith #2
Julia Quinn

Romance de época
272 páginas | 2017
Editora Arqueiro

Nota: 5 ☆'s


Daniel Smythe-Smith passou três anos exilado na Itália depois de um duelo com seu amigo, o gênio matemático Hugh Prentice, e quase o fez perder uma perna. Com isso o pai de Hugh, Lorde Ramsgate, o ameaçou dizendo que se ele não saísse do país seria morto, mas um dia ele recebe a visita de seu amigo, que o libera para voltar à Inglaterra...
Ele volta justamente no dia da apresentação do Quarteto, mas encontra uma pessoa diferente ao piano (já que sua prima Sarah fingiu estar doente para não participar, Anne Wynter, a governanta das irmãs dela a substituiu), ao olhar para ela, ele fica encantado e, ao final da tortura apresentação ele corre para encontrá-la. Ao vê-la, não resiste e a beija, mesmo sem conhecê-la direito e ela, depois de um tempo escapa dele e se esconde.
Por falar em se esconder, Anne Wynter (ou melhor, Annelise Shawcross) esconde seu passado de todos, pois ela teve que se afastar de sua família, após ser enganada e humilhada por seu amado, que prometeu se casar com ela, sendo que na verdade já estava comprometido com uma mulher mais rica. Além de ter perdido a virgindade, o que já era terrível, ainda leva toda a culpa pelo que aconteceu, e por isso, ela não pode mais ter contato com a família e ela é levada para viver como governanta numa residência na Ilha de Man. Depois de um tempo, Anne foi contratada para cuidar das meninas Pleinsworth, primas de Daniel. E apesar da tentativa de manter seu passado oculto, a Lady Pleinsworth desconfiava que ela era de origem nobre e tinha motivos para negar sua criação.
Daniel, ao saber que Anne é a governanta de suas primas, resolve ir sempre à casa Pleinsworth sob o pretexto de vê-las, e sempre ia passear com elas, porque sabia que ela iria junto. E, com isso eles vão ficando cada vez mais apaixonados, mesmo que ela não adimita. Mas, o que ele não sabe, é que os segredos de Anne, vão além do tipo de criação que teve, e que agora, mais do que nunca, precisará conhecer o seu passado, pois ambos estão correndo perigo, e, desta vez, não tem nada a ver com o Lorde Ramsgate ou o duelo.

| 6 ON 6 | Livros animalescos

15 de abril de 2019

Bom dia, tarde, noite... tudo bem?

Dia de '6 on 6', ainda não bem em dia, mas menos atrasada que meses anteriores, vem saber um pouco mais do tema escolhido para abril e o que a minha prateleira trouxe para vocês! Já aviso, postagem fofa em vista!




RESENHA | Orgulho e Preconceito - Jane Austen

10 de abril de 2019

Famoso e renomado, Orgulho e Preconceito é um clássico da literatura estrangeira, um ícone entre os romances de época, traz em suas páginas a história de Mr. Darcy e Elizabeth Bennet em uma história que vem conquistando leitores há décadas demonstrando a atemporalidade da obra que se renova a cada ano em cada nova edição publicada e novas adaptações cinematográficas são realizadas.


Orgulho e Preconceito
Jane Austen

Romance | Literatura Estrangeira
2015
Editora Martin Claret


Nota 5 ☆'s + ❤

Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.

RESENHA | Herdeiro Caído - Erin Watt

4 de abril de 2019

Quando Easton Royal conquista leitores nos primeiros livros da série The Royals, que contam a história do seu irmão Reed e Ella Harper, era de se imaginar que o personagem ganharia mais espaço para contar a sua própria história e ser conhecido, então Herdeiro Caído chega aos leitores como primeiro spin-off da série The Royals e tem o "irmão confusão" dos Royals como o protagonista para delírio dos leitores.


Herdeiro Caído
Erin Watt

Young Adult | Romance
320 páginas | 2018
Editora Essência

Nota: 3 ✩'s



Easton Royal tem tudo: beleza, dinheiro, inteligência. Seu principal objetivo é se divertir o máximo possível, sem nunca pensar nas consequências - porque, afinal de contas, ele não precisa. Até que surge em sua vida Hartley Wright, balançando suas estruturas. Hartley foi a única garota que o disse “não” e Easton não consegue entende-la, o que a torna ainda mais irresistível. Hartley não o quer. Ela diz que ele precisa crescer. E ela pode estar certa. Rivais. Regras. Arrependimentos. Pela primeira vez na vida de Easton, se esconder sob a influência da coroa Royal não é o suficiente. Ele está prestes a descobrir que quanto mais alto você sobe, mais dura é a queda.