| RESENHA | As Coisas que Fazemos por Amor (Kristin Hannah)

22 de maio de 2018

Oi vocês, como estão?

Este ano tem sido um ano de novidades literárias para mim, pois tenho me aventurado na leitura de gêneros novos e, principalmente, de livros escritos por autores até então desconhecidos ou que ainda não tinha tido a oportunidade para ler.

No final de semana concluí a leitura de "As Coisas que Fazemos por Amor" da Kristin Hannah, tendo sido esta a leitura temática do mês de maio. Além disso, até então não havia lido nenhum livro escrito pela autora, apesar de já ter lido algumas resenhas sobre outros e recebido indicações também. Já ouvi falar que ela é uma "rainha do drama" ou algo parecido, então vocês podem imaginar que esse livro tem uma carga emocional bem grande. 

Vem comigo conferir essa resenha?




As Coisas que Fazemos por Amor 

Kristin Hannah | Romance
352 páginas | 2017 | Editora Arqueiro 

Sinopse: “Kristin Hannah captura a felicidade e o sofrimento de uma família e prova mais uma vez por que é a estrela dos romances.” – Booklist

“Este livro maravilhoso é um exemplo clássico das histórias tocantes e provocativas que são a especialidade de Kristin Hannah. A ternura e as complexidades dos personagens mexem com o nosso coração.” – Romantic Times

Caçula de três irmãs, Angela DeSaria já tinha traçado sua vida desde pequena: escola, faculdade, casamento, maternidade. Porém, depois de anos tentando engravidar, o relacionamento com o marido não resistiu, soterrado pelo peso dos sonhos não realizados. Após o divórcio, Angie volta a morar na sua cidade natal e retorna ao seio da família carinhosa e meio doida. Em West End, onde a vida vai e vem ao sabor das marés, ela conhece a garota que mudará a sua vida para sempre. Lauren Ribido é uma adolescente estudiosa, bem-educada e trabalhadora. Apesar de morar em uma das áreas mais decadentes da cidade com a mãe alcoólatra e negligente, a menina sonha cursar uma boa faculdade e ter um futuro melhor. Desde o primeiro momento, Angie enxerga em Lauren algo especial e, rapidamente, uma forte conexão se forma: uma mulher que deseja um filho, uma menina que anseia pelo amor materno. Porém, nada poderia preparar as duas para a repercussão do relacionamento delas. Numa reviravolta dramática, Angie e Lauren serão testadas de forma extrema e, juntas, embarcarão em uma jornada tocante em busca do verdadeiro significado de família.





"As Coisas que Fazemos por Amor" fala sobre abandono parental, a importância da família e dos laços afetivos, assim como do casamento, perdas e superação, amadurecimento pessoal, necessidades emocionais, encontros e reencontros, o que é o verdadeiro amor (sem romance e com romance) e o poder que as escolhas têm na nossa vida (sejam elas conscientes ou inconscientes). O livro conta a história de Angela - ou Angie, apelido carinhoso da personagem - e de Lauren, como suas vidas se cruzam e de que forma que o destino (será?) atua para que se esbarrem no momento certo de suas vidas encontrando na outra aquilo que mais necessitam. 

Angie é uma mulher que sempre sonhou em ser mãe, mas as tentativas frustradas causaram seu distanciamento no casamento, pois se viu envolta nessa frustração, esqueceu-se do marido, do amor... Angie vivia para ser mãe e quando não conseguiu realizar seu sonho isso levou embora sua essência. Agora ela precisa lidar com as perdas da sua vida e, para isso, ela retorna a sua cidade natal, reencontrando sua família para tentar se reencontrar também. 

Lauren é uma adolescente que desde pequena "se virou" sozinha, seu pai é desconhecido e sua mãe, jovem também, enxerga a filha como um erro na sua vida e, mesmo morando juntas, a mãe deixou Lauren à própria sorte na vida. Apesar disso, Lauren é uma adolescente madura e muito responsável, estuda em uma das melhores escolas da cidade, namora um rapaz de boa família a alguns anos e tem seu caminho traçado para chegar à Universidade... mas Lauren aprende, ainda na adolescência, que as escolhas são determinantes e podem fazer nossos sonhos escaparem pelas mãos e, é nesse momento, que ela mais precisa da sua família, da sua mãe, mas Lauren sabe que não pode contar com sua mãe.

Angie e Lauren não sabem disso quando se conhecem, mas encontrarão na outra aquilo que mais desejam e necessitam nas suas vidas, estreitam laços, se aproximam cada vez mais, se permitem dar uma chance àquilo que já estavam desacreditadas e, lado a lado, começam a alinhar suas vidas numa descoberta linda vivendo aquilo que mais gostariam de ter, mas algo inesperado muda a dinâmica do relacionamento das duas e algumas aflições voltam a pairar sobre a vida delas trazendo à tona feridas de um passado recente. Será que elas conseguiram superar juntas o que a vida lhes trouxe?



O livro é tocante e capaz de levar o leitor a uma experiência emocional muito profunda, pois mostra o quanto as decisões impactam a vida e o quão importante é termos nossa família ao nosso lado. Da mesma forma que Angie tem o apoio familiar nos momentos mais difíceis, Lauren sofre com o descaso e abandono familiar e o quanto se torna mais penoso o caminho da superação quando a pessoa precisa trilhá-lo sozinha.

Eu não conhecia a escrita da autora (admito que no início achei que não iria me sentir envolvida na história), mas posso dizer que é maravilhosa: a história se desenvolveu de forma natural, não posso dizer que foi leve, porque os temas abordados são bem delicados, mas não foi uma leitura pesada, apesar de ter uma aura meio melancólica. Os personagens são envolventes e me senti dentro da história, parecia que estava vivendo cada momento com Angie e Lauren, queria rir, abraçar, chorar e brigar com elas em muitos momentos.. O amadurecimento das protagonistas é facilmente perceptível ao longo das páginas e, na minha opinião, isso sempre agrega mais à história. A descrição que a autora faz dos lugares é perfeita, traz informações na medida certa sem se tornar cansativa ou descritiva demais.

O que me incomodou um pouco foi a obsessão de Angie em ser mãe, fazendo com que ela ficasse cega para algumas coisas ao seu redor, para as pessoas e os problemas dos outros, centrou-se somente nas suas dificuldades, como se àqueles a sua volta não tivessem direito de sofrer, passar por dificuldades ou enfrentar problemas. Em relação a Lauren ela teve algumas atitudes infantis depois de conhecer Angie que me irritaram um pouco e achei isso um "retrocesso" no amadurecimento da personagem que já era tão madura, mas entendi o porquê disso acontecer no contexto da história.

Eu adorei o livro, gostei muito da forma como a autora escreve abordando assuntos tão delicados, realmente é uma "Rainha do Drama", capaz de criar uma história que toca o coração do leitor impossível de ficar alheio ao que se passa com os personagens. Gostei muito de ter dado uma chance à leitura de "As Coisas que Fazemos por Amor", principalmente no mês das mães. Minha ressalva quanto à história é ter se desenvolvido de forma muito rápida ao final, parecia apressada como se precisasse concluir o livro em um número "x" de páginas. Além disso, senti a falta de um epílogo que, nesse livro, seria essencial para o desfecho da história. Essas são questões que poderiam ter sido melhores, mas em nada desmerecem o livro e a história no geral.






Quem já leu ou se interessa por histórias com uma bagagem emocional maior?
Recomendo a todos a leitura desse livro que é tocante e emocionante!

Beijos e até o próximo post.












18 comentários

  1. Oie, ainda não conhecia esse livro, valeu pela dica!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Este livro tem uma história intensa, eu gostei. E esta capa está linda.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nessa, concordo contigo. Não é um romance de amor, propriamente dito, mas é tão avassalador quanto. Beijos

      Excluir
  3. Oi, Dri!
    Antes eu lia mais livros desse gênero. Acho que tudo depende do momento que estamos vivendo, sabe? Apesar de fazer um bom tempo que não leio nada parecido, gosto bastante de livros mais profundos e com um valor sentimental maior. E é exatamente assim que esse livro parece ser. Eu vou deixar na minha wishlist para quando quiser me aventurar pelo gênero.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari! Concordo totalmente. Acredito que algumas leituras não fluem porque o livro não foi lido no "momento certo". Com certeza esse livro merece ser deliciado, o leitor tem que estar disposto a essa leitura, só assim ela será bonita mesmo, senão corre o risco de parecer "cansativa ou depressiva". Beijos

      Excluir
  4. Oooiii Adri

    Da Krristin eu tenho O Rouxinol pra ler e realmente ja ouvi falar que ela escreve maravilhosamente bem. As coisas que fazemos por amor tem mesmo essa pinta melancólica, e os temas abordados são duros de se ler porque é triste lidar com isso na realidade, mas pela maneira como vc descreveu ja vi que vale totalmente a pena. Deixo a dica anotada.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice. É exatamente assim como falou... esse livro é um ode ao amor incondicional, à entrega do coração, mas ele também tem um pouco de desalento também. É sobre superação e crescimento. Espero que goste da leitura quando der uma chance ao livro. Beijos

      Excluir
  5. Oi Adri, tudo bem? Engraçado que alguns livros pedem mesmo um epílogo! Eu nunca li nada da autora, mas ja acho que vou curtir o drama!

    Bjs, Mi


    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi! Espero que goste tanto quanto eu gostei. Realmente é muito bom e me deixou com vontade de ler outros livros da autora. Com certeza esse merecia um epílogo e seria lindo, tenho certeza! Beijos

      Excluir
  6. Olá...
    Adorei sua resenha!
    Desde que a editora lançou essa obra eu estou bastante ansiosa para realizar essa leitura. A premissa é muito interessante e é exatamente o tipo de leitura que curto. Sua resenha me animou ainda mais a ler, mesmo com tendo tido algumas ressalvas <3
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diane. Acredito que até alguns livros favoritos da vida tem alguma ressalva por parte do leitor, mas isso não significa, necessariamente, que o livro "perca pontos" ou tenha algo de desmerecedor do crédito. Eu adorei esse livro e e quero muito ler outros da autora. Sei que vou esperar um tempo, porque ele tem uma carga emocional mais pesada, mas já tenho outros delas na lista de desejados, só não sei qual lerei na próxima oportunidade. Beijos

      Excluir
  7. Oi! Eu li faz pouco tempo e achei a história linda. Eu geralmente choro com os livros desta autora e este foi o primeiro que mais me fez sorrir do que chorar. Eu amei. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida! É lindo, né! Então, não conheço outros dela ainda, mas quero muito ler. Tem alguma indicação para ser o próximo? Beijos

      Excluir
  8. Ainda tenho que ler esse livro mas sempre que leio alguma resenha os comentários são bem positivos sobre a leitura.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza! Com certeza esse livro merece ser lido.. é lindo e envolvente, personagens cativantes. Vontade de entrar na história e participar dos acontecimentos, mesmo que muito sofridos em alguns momentos... participar nem que seja para segurar a mãos dos personagens. Beijos

      Excluir
  9. Oi Dri, estou passada pelo fato desse livro abordar esse assunto! Na verdade, esperava uma história de amor entre algum casal e depois de saber do que se trata, ler sua resenha me deixou bastante curiosa sobre o desenrolar de Angie e Lauren. Vai para lista de desejos! Gostei muito de ler a resenha e saber mais sobre esse livro, quando você disse que leria por causa do dia das mães não entendi nada, só depois de ler seu post de TBR que entendi.

    Um beijo da Yana,
    Marshmallow Com Café

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yana! Realmente o título pode confundir, né! Eu também não imagina do que se tratava quando vi a capa, mas ao ler a sinopse sabia que precisava ler esse livro e não me arrependo, super indico, tanto que classifiquei 5 estrelas. É lindo, emocionante, tocante... é emotivo e te leva a sentir várias emoções! Espero que goste da leitura. Beijos

      Excluir

Olá,

Sua opinião é importante para mim. O espaço abaixo serve para que possamos interagir, então espero que possa deixar seu comentário, crítica e/ou sugestão.
Se tiver blog, deixe o link para que eu possa retribuir sua visita assim que possível.
Obrigada!